Expo Franchising quer gerar R$ 200 milhões em negócios

Data: 6.Out.2016
Fonte: DCI /Online


Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.
 

A atual crise econômica obviamente aumenta a recessão. Por outro lado, favorece o mercado de franquias, avalia o presidente da Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro (ABF-Rio), Beto Filho. Afinal, a abertura de um empreendimento próprio é vista como uma alternativa segura para quem pode investir.
 

É esse público que a 10ª edição da Expo Franchising ABF-Rio 2016 quer conquistar. De amanhã a sábado, no Riocentro, mais de 200 expositores apresentam suas marcas de franquias nas áreas de Alimentação, Educação, Beleza e Bem-Estar, Limpeza e Conservação, e Negócios, Serviços e Outros.
 

Desde estudantes universitários que desejam empreender até a terceira idade que precisa voltar ao mercado para complementar a renda familiar, a estimativa de público varia entre 25 e 30 mil pessoas. A expectativa da ABF-Rio é gerar cerca de R$ 200 milhões em negócios.
 

Durante o evento serão oferecidas palestras sobre temas diversos, como empreendedorismo, negócios, financiamentos e temas ligados a questões jurídicas para orientar os interessados em adquirir uma franquia.
 

"Temos a máxima de que o franchising é o último setor a entrar na crise e o primeiro a sair dela. Com os milhões de desempregados que surgiram nesse período, a área acaba sendo uma potencialidade para essas pessoas, como uma alternativa segura no cenário econômico atual. Para este ano, temos expectativa de crescimento de 8%", diz Beto Filho.
 

De olho nos números
 

No primeiro semestre de 2016, o estado tinha 9.210 franquias em operação, uma expansão de 6% na comparação com o mesmo período de 2015. Desse total, 1.806 são no interior. Até junho, 360 marcas operavam no território fluminense, o que corresponde a um aumento de 21% em relação ao ano passado.
 

De janeiro a junho, o setor de franquias teve faturamento de R$ 7,4 bilhões no estado (10,7% do faturamento nacional, de R$ 68,89 bilhões). Isso corresponde a um crescimento de 12,2% quando comparado com os seis primeiros meses de 2015. A taxa de fechamento de unidades no estado é de 3,9%, considerada normal. Os dados são da ABF-Rio, que espera manutenção do ritmo de crescimento até o fim do ano.
 

"O aumento do faturamento de franchising no primeiro semestre teve relação com a movimentação turística no estado, no período que antecedeu a Rio 2016. Agora, vejo uma onda diferenciada no Rio para atrair novas marcas e fazer o mercado voltar a crescer", acredita Beto.
 

A ABF-Rio também fez levantamento sobre o desempenho do setor de franquias no interior. Campos dos Goytacazes e Macaé, ambas no norte fluminense, têm a maior participação no mercado, com 2,2% e 2%, respectivamente, das unidades. Cabo Frio (1,8%), na Região dos Lagos, e Petrópolis (1,7), na região serrana, aparecem logo em seguida.
 

Entre as principais estratégias para a expansão do mercado de franquias está a interiorização de unidades. Para Beto Filho, cidades da região metropolitana como Niterói e São Gonçalo, e da Baixada Fluminense, como Duque de Caxias, têm grande potencial de crescimento e rentabilidade para o setor.
 

"O estado tem um campo muito vasto a desbravar com a interiorização. São regiões com dinâmicas econômicas próprias e que, em geral, são ávidas por marcas e produtos de franquias", aposta.
 

Mercado em expansão
 

O setor de Alimentação é, historicamente, o líder na compra e venda de franquias e responde por 27% das unidades no estado. Em seguida aparece Esporte, Saúde, Beleza e Lazer, com 17% de participação no mercado. Educação e Treinamento está em terceiro lugar com 12% de atuação.
 

Para a Expo Franchising deste ano, os destaques são os novos modelos de negócios. Entre eles, como contêineres, quiosques externos e home office, além dos conhecidos food trucks. As microfranquias, com investimentos a partir de R$ 5 mil, são opções mais simples para empreendedores iniciantes, com processos de gestão mais práticos.

#

Rio de Janeiro
Avenida Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca - CEP: 22870-160
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel: (21) 2441-9100 | Fax: (21) 2441-9398
São Paulo
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5         
CEP: 04329-900
Tel: (11) 5067-1760