Portal da hotelaria

Data: 10.Out.2016
Fonte: Portal da Hotelaria /Online


Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.


A versão brasileira da maior feira de gastronomia, foodservice e hotelaria do mundo tem sua segunda edição no Rio de Janeiro.
 

O Sirha Rio (Le Salon international de la restauration, de l'hôtellerie et de l'alimentation), maior evento de gastronomia, hotelaria e foodservice do mundo, produzido pela Fagga | GL events Exhibitions, tem sua segunda edição no Rio de Janeiro. O crescimento do salão levou sua realização para o Riocentro, centro de convenções na Barra da Tijuca, onde acontece de 4 a 6 de outubro de 2016. Lá serão apresentados os lançamentos no setor de foodservice, hotelaria. concursos gastronômicos com reconhecimento internacional, chefs renomados brasileiros e estrangeiros, palestras, entre outros eventos.
 

O prestigiado chef Claude Troisgros é o Presidente do Sirha Rio. A direção geral do evento fica por conta da francesa Marie-Odile Fondeur. “É um grande prazer realizarmos a segunda edição do Sirha no Brasil com um crescimento significativo da feira. Os setores de foodservice e hotelaria crescem cada vez mais no país e o evento atende a uma verdadeira demanda do mercado”, avalia.
 

A expectativa da Fagga | GL events Exhibitions é de um crescimento de 30% na visitação em relação à primeira edição, totalizando mais de 12 mil visitantes durante os três dias. Nesta edição, serão mais de 100 expositores e marcas. Em 2015, o público foi de 9.436 pessoas.
 

O evento se dividirá entre a área de expositores; a de concursos – Bocuse d’Or e Coupe du Monde de la Pâtisserie, dois dos mais prestigiados do mundo; o auditório - que incluirá a programação do inédito Seminário de Hotelaria e o Mesa ao Vivo, “reality show editorial” da revista Prazeres da Mesa, entre outros; e a área de animação.
 

Vânia Tavares, diretora da Fagga | GL events Exhibitions, acredita que o evento é uma ocasião única tanto para os expositores quanto para os visitantes: “Preparamos o Sirha-Rio para pessoas focadas no mercado, genuinamente interessadas em acompanhar as tendências do segmento. É uma oportunidade para conhecer as novidades em produtos e serviços e para investir em network, já que estarão presentes os principais nomes e marcas do mercado”.
 

Coupe du Monde de la Pâtisserie
 

Durante o Sirha Rio, acontecerá a seletiva regional da Coupe du Monde de la Pâtisserie (CMP). O evento é referência na arte da alta pâtisserie no mundo inteiro, revelando novos talentos da área. No Rio, será no dia 4 de outubro. Sete candidatos competirão por quatro vagas na etapa nacional do concurso, que será em 2017.
 

Os chefs pâtissiers Philipe Brye e Flávia Quaresma são presidentes do concurso e, junto de Ramiro Bertassin, selecionaram os candidatos. “É muito importante para o mercado da confeitaria poder contar com um concurso desse porte no Brasil. Nosso objetivo é levar esta parte da gastronomia a uma categoria artística”, observa Flavia.
 

Este ano, o regulamento prevê que os candidatos usem ingredientes regionais brasileiros em suas preparações, valorizando toda a diversidade de sabores que nosso país tem a oferecer.
 

A Coupe du Monde de la Pâtisserie foi fundada em 1989 pelo chef pâtissier francês Gabriel Paillasson, durante uma edição do Sirha Lyon. Ele continua exercendo um importante papel no desenvolvimento do concurso e seu nome é associado à excelência de confeitar.
 

Os sete concorrentes da seletiva regional são divididos em duas categorias: açúcar e chocolate. Na categoria açúcar, deverão ser preparadas duas tortas com frutas regionais brasileiras contendo uma pequena peça artística em açúcar. Já na categoria chocolate, serão nove sobremesas empratadas predominando o chocolate e valorizando ingredientes regionais, também com uma peça artística. Os candidatos terão três horas para completar seus trabalhos.
 

Os candidatos:
 

Letícia Cruz (Rio de Janeiro – RJ)
 

Leticia Cruz iniciou sua caminhada na área de gastronomia em 2011 na Universidade Anhembi Morumbi. Em São Paulo, trabalhou com o chef Fabrice Le Nud na Patisserie Douce France, onde se encantou por essa arte. Em 2014 fez um curso intensivo de confeitaria no Instituto Superior Mariano Moreno, em Buenos Aires. Ao retornar ao Brasil, foi trabalhar no Hotel Sofitel, em Copacabana, onde está até hoje. Além da equipe do chef da confeitaria Ariel Lettieri, passou também pelo Le Pré Catelan, sob o comando do chef Roland Villard. Atualmente faz parte da equipe do chef Philippe Brye.
 

Marcele Senna (Nilópolis – RJ)
 

Marcele é formada em Confeitaria Clássica pelo Senac/RJ e Oficial em Pastelaria pelo Centro Educativo de Formação Profissional de Artes Culinárias Mausi Sebess de Buenos Aires. Hoje tem seu ateliê Marcele Senna Gourmet Sweets, onde atende clientes para consultoria e festas, além de ser Docente de Gastronomia do Senac/RJ desde 2011.
 

Marcone Calazans (São Paulo – SP)
 

Marcone começou na carreira com apenas 12 anos, de forma despretensiosa, ajudando os pais, que tinham uma mini panificação. Se apaixonou pelo ofício e começou a aprender todas as bases, a conhecer chefs e pessoas envolvidas. Sua formação técnica é de subchef de cozinha, o que permitiu que conhecesse outras áreas do ofício. Atualmente é chef confeiteiro do Club Atlético Paulistano. Participa de concursos desde 2010 e em sua primeira competição ganhou segundo lugar do Campeonato Nacional de Gelateria, que no ano seguinte ficou em 1º lugar. Já participou também da seletiva continental da Coupe du Monde de la Pâtisserie em 2014 e em 2015 foi um dos escolhidos para representar o Brasil na final mundial do concurso, no Sirha Lyon 2017.
 

Nina Piccini (São Paulo – SP)
 

Quando estudou Hotelaria descobriu a arte de servir, mas foi na gastronomia que encontrou sua grande paixão. Teve momentos de profunda imersão e entrega em 14 anos de dedicação. Passou por atendimento, bar, cozinha e, finalmente entrou para a confeitaria. Já morou em países como Estados Unidos, França e Espanha, mas foi em Barcelona que especializou-se na criação de sobremesas na escola Espaisucre. Ali acabou ficando por quatro anos respirando e vivendo intensamente o mundo da gastronomia. Trabalhou ao lado de Jordi Butrón, Xano Saguer, Xavier Barriga e Jordi Roca. De volta ao Brasil entrou para a equipe de Alex Atala e depois dedicou-se a projetos pessoais. Em 2015 foi uma das vencedoras do programa “Que seja doce” do GNT. Este ano passou a prestar consultoria para restaurantes.
 

Rodrigo Ribeiro (São Paulo – SP)
 

Rodrigo se formou em gastronomia em 2011 e desde então trabalha em restaurantes sempre dedicando-se à área de confeitaria. Passou por restaurantes como D.O.M e Maní, onde aprendeu mais sobre gastronomia molecular e ingredientes brasileiros. Em 2014 participou do concurso internacional de confeitaria "Sugar Craft Show”, atingindo primeiro e segundo lugares na categoria 100% chocolate. No ano seguinte, no mesmo concurso e categoria, ficou com o segundo lugar. Ainda em 2015 foi o segundo colocado do programa "Que Seja Doce" da GNT; além de ser eleito um dos Top 10 Gran Chef Chocolatier do prêmio Baker Top realizado pela Revista Padaria 2000.
 

Sônia Takata (São Paulo – SP)
 

Com formação em Desenho Industrial, usou o conhecimento nas áreas de artes plásticas, comunicação visual e desenho como ferramentas para atuar nas profissões de designer têxtil, arte finalista em uma agência de publicidade e, posteriormente, como cake designer. A forte paixão pela gastronomia direcionou Sônia a estudar Confeitaria Artística com Marcela Sanchez, quando teve a oportunidade de auxiliá-la no início de sua vinda ao Brasil. Em seguida especializou-se em Cozinha Internacional (CCI). Fora do Brasil, buscou especialização também em panificação em escolas do Japão, e na França, na École Lênotre.
 

Victor Santificetur (São Paulo – SP)
 

Desde os 18 anos idealiza trabalhar na cozinha quente de um restaurante. Focado nesse objetivo iniciou a formação para cozinheiro no Senac. Seu primeiro estágio foi com Fabrice Le Nud, onde adquiriu entendimento maior sobre a confeitaria e passou a focar neste segmento. Passou por confeitarias de grande expressão em São Paulo, como Buffet Leopolldo, Le Vin e Tartelier. Cursou onze semanas na École International de Pâtisserie Olivier Bajard, onde teve a oportunidade de aprender diretamente com profissionais reconhecidos no cenário da confeitaria. Entre eles Franck Michel (MOF Pâtissier), Angelo Musa (MOF pâtissier, campeão do mundo), Julien Boutonnet (MOF pâtissier). Em seguida, concluiu um estágio na equipe do MOF e Champion du Monde de desserts glacés Thierry Bamas, onde permanece até hoje como confeiteiro. No ano de 2015, participou de sua primeira competição (Trophée Criollo Pierre Mirgalet), da qual foi campeão.
 

Um júri de peso avaliará os oito candidatos: Diego Lozano, Caio Corrêa, Francisco Santana, Gerci Trevenzolli, Javier Guillen e Bertrand Busquet.
 

Bocuse d’Or
 

Durante o Sirha Rio, acontecerá uma seletiva do Bocuse d’Or, considerado o mais prestigioso concurso culinário do mundo para profissionais da alta gastronomia, no dia 5 de outubro. Uma das novidades deste ano é que a etapa do Rio será regional, com oito participantes representando todas as regiões do Brasil. Além disso, o chef Thomas Troisgros chega como presidente técnico da competição, trazendo jovialidade e integrando chefs de todo o país, ao lado de Laurent Suaudeau, que segue como presidente da competição.
 

“O Bocuse d’Or tem um alto nível competitivo e desafia tanto a evolução técnica como a criatividade dos competidores. O Brasil tem chefs de muito talento a serem descobertos, além de uma imensa diversidade gastronômica, essa é a nossa busca”, conta Thomas.
 

Criado em 1987 por Paul Bocuse, o Bocuse d’Or reúne a cada dois anos, em Lyon, 24 promissores jovens chefs dos cinco continentes. Os finalistas são determinados após dezoito meses de etapas seletivas, em 63 países. Mais que uma mera competição, o Bocuse d’Or é um verdadeiro show de talentos da gastronomia.
 

Considerado inovador desde sua criação, foi o primeiro concurso em que os candidatos preparavam o prato ao vivo, em frente à plateia e aos jurados. Na próxima edição do Sirha Lyon, em 2017, o concurso completará 30 anos.
 

Como processo seletivo para esta etapa regional, os candidatos tiveram que criar uma receita com o ingrediente obrigatório especificado pelo regulamento – o pernil de cordeiro – complementado por três acompanhamentos livres. Os critérios avaliados para escolha dos candidatos foram ingredientes usados, dificuldade da receita, técnica aplicada e apresentação.
 

Na competição do Sirha Rio, cada chef terá 2 horas e 30 minutos para preparar sua receita ao vivo para o júri. Entre os quesitos que serão julgados estão a apresentação do prato e a degustação.
 

Serão escolhidos os quatro melhores pratos e os chefs responsáveis por cada um serão certificados como ganhadores do Bocuse d’Or Seletiva Regional Brasileira e estarão classificados para o Concurso Bocuse d’Or Seletiva Nacional Brasileira, em 2017.
 

Na busca pelo próximo grande nome da gastronomia nacional, Thomas Troisgros convocou um time de peso para ajudar no garimpo por todas as regiões do país. Andrews Valentim (Escola da Arte Culinária Laurent - São Paulo), Bruno Rappel (Professor de Gastronomia no Centro Universitário - Brasília), Onildo Rocha (Grupo Roccia - João Pessoa), David Jobert (L'Atelier du Cuisinier - Rio de Janeiro), Fred Trindade (Trindade - Belo Horizonte), Marcelo Schambeck (Del Barbiere - Porto Alegre) e Victor Vasconcellos (Bar Número e Feed Food - São Paulo) são os fiéis escudeiros de Thomas.
 

Os Candidatos:
 

Ricardo Dornelles (Porto Alegre – RS)
 

O jovem Ricardo, de 23 anos já sabia desde cedo que seu futuro seria na gastronomia. Após passar por restaurantes de Porto Alegre, Ricardo dedicou-se exclusivamente, por anos, a competição na área, passando por diversos concursos. Hoje, atua como docente da Faculdade Senac Porto Alegre.
 

Leonardo Modesto de Sousa (Curuca – PA)
 

Formado pelo SENAC, Leonardo vem conquistando seu espaço na cozinha paraense. Trabalha há mais de dez anos nas cozinhas de Belém, seja em restaurantes ou como personal chef. Já participou de eventos como “Ver-o-peso da Cozinha Paraense” 2015 e 2016, “Chefs na Praça” e foi o grande vencedor dos concursos Chef Paulo Martins no “Ver-o-peso da Cozinha Paraense” 2015 e Enchefs Amazonas 2016 – Categoria Regional.
 

Felipe Alves Vieira (Sobradinho – DF)
 

Felipe Alves Vieira iniciou sua carreira aos 17 anos. Atuou em restaurantes premiados em Brasília e São Paulo. Com experiência em concursos gastronômicos, Felipe já participou da Wolrdkills em 2014 e foi Commins no Bocuse d’Or 2015. Há dois anos atua no Restaurante-Escola Senac e administra seu próprio negócio.
 

Rafael Andrade (Recife – PE)
 

Rafael Andrade, 30 anos, é formado em gastronomia pelo Senac. Ministrou aulas, eventos e consultorias pela Escola de Artes Culinárias Laurent Suaudeau. Possui sólida carreira como cozinheiro, com experiência com o chef Salvatore Loi, no Restaurante KAÁ, e atualmente trabalha como chef de cuisine no Bardega, eleito o melhor Winebar de São Paulo em 2013.
 

Rubens Gonçalo (São Luiz – MA)
 

O chef é formado pela Estácio de Sá e começou sua trajetória como jovem aprendiz na rede de hotéis Sheraton, trabalhando na área de limpeza. Lá, trilhou um caminho de sucesso, inaugurando diversos hotéis da rede e chegando ao cargo de chef executivo no Sheraton Macaé. Atualmente, é chef executivo no Hotel Pestana.
 

Luiz Filipe de Azevedo e Souza (São Paulo – SP)
 

O paulistano de 27 anos, é formado em Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e especializou-se em cozinha à baixa temperatura pelo International Culinary Center em Nova York. Foi candidato finalista no Bocuse d’Or Brasil em 2015. Braço direito do chef italiano Salvatore Loi, iniciou a carreira no Fasano e vem acompanhando seu mentor pelos restaurantes Girarrosto, Mozza Bar, Loi Ristorantino e o atual Salvatore Loi. Prestou consultorias para os italianos Piselli e Piselli Sud e passou pelo renomado Reale, localizado na cidade de Castel di Sangro (Itália), 3 estrelas Michelin.
 

Marcelo Milani (São Caetano do Sul – SP)
 

Profissional com formação técnica em gastronomia pelo Senac-SP, hoje atua como sous chef ao lado do chef Pascal Valero. Na França aprendeu sobre as técnicas de alta gastronomia no restaurante Taillevent. No Brasil aprendeu sobre os nossos ingredientes e sempre foi um grande apreciador deles. Também trabalhou com a culinária italiana, asiática e contemporânea.
 

Danilo Nakamura (Presidente Prudente – SP)
 

É formado em Administração de Empresas e em seguida realizou o curso de Chef de Cuisine e Restaurateur pelo Centro Europeu com fins de dedicar-se integralmente à gastronomia. No início de 2015, entrou no time do Restaurante Manu, primeiramente como auxiliar e atualmente sendo Chef da Praça de Carnes. Dentre outras experiências estão um estágio no restaurante Central (Lima, Perú), participação no Diners Club Restaurant Tour (Bogotá, Colômbia) e o título do Prêmio Mostra de Talentos, promovido pelo Centro Europeu em 2015.
 

Um júri de peso avaliará os oito candidatos, incluindo um chef internacional como seu presidente: o franco-canadense Normand Laprise. Outro destaque é a chef Giovanna Grossi (chef consultora – Maceió), a grande finalista que representará o Brasil na final mundial do concurso. No ano passado, a jovem chef alagoana foi posta à prova e agora ela mesma avaliará os candidatos. O corpo de jurados contará ainda com os chefs Geovane Carneiro (D.O.M – São Paulo), Agenor Maia (Olivae - Brasília), Leo Paixão (Glouton – Belo Horizonte), Manu Buffara (Restaurante Manu – Curitiba) e Maria do Céu (chef consultora – Manaus). Os concorrentes cozinharão no segundo dia do evento, 5 de outubro.
 

Talentos do Gelato

 

O último dia da segunda edição do Sirha Rio, 6 de outubro, será gelado. Os gelatos serão os protagonistas do “Talentos do Gelato”, evento que tem como principal objetivo promover a atividade de sorveteiro e incentivar criações com elementos brasileiros na busca pelo Sabor Sirha 2016.
 

Sob a tutela do mestre gelatiere Frederico Samora, quatro duplas de participantes serão convidadas a realizarem suas criações em três formatos: torta gelada, cuba decorada e sobremesa empratada individual com gelato. Não há um tema específico, cada dupla pode escolher o seu e a fidelidade a ele será avaliada.
 

A torta gelada deverá ter, no mínimo, três sabores, sendo um deles em forma de gelato. Os outros podem ser cremes, mousses e semifrios. Ela também poderá ter outros elementos como pão de ló, frutas, crocantes, biscoitos e frutas secas.
 

Já a cuba - recipiente de alumínio onde o sorvete é armazenado e exposto - deverá ter um sabor único, sendo que ele pode ser composto (por exemplo, manga com gengibre). Deverão ser preparadas duas cubas – uma decorada, para exposição; e uma sem decoração, para degustação.
 

Os concorrentes deverão ainda preparar uma sobremesa individual com um gelato. Podem ser usados também elementos como crocantes, pão de ló, mousses e recheios.
 

O júri observará os seguintes aspectos: degustação e conformidade com o tema escolhido para todas as criações; além de aspecto artístico e corte para a torta gelada e originalidade da decoração para a cuba e sobremesa individual.
 

Para eleger o melhor sabor, será formado um júri com técnicos e jornalistas presidido pelo chef confeiteiro Angelo Perrella. Flavia Quaresma, chef confeiteira e presidente da Coupe du Monde de la Pâtisserie, será conselheira do corpo de jurados.
 

A dupla vencedora terá sua criação eleita como o Sabor Sirha 2016.
 

Mesa ao Vivo
 

O maior evento de enogastronomia do país, o Mesa ao Vivo, faz parte da programação do Sirha Rio e acontecerá nos dias 4 e 5 de outubro. Criado há doze anos pela revista Prazeres da Mesa, é estruturado como um “reality show editorial”.
 

O público — constituído de estudantes de gastronomia, chefs de cozinha, sommelièrs, micros, pequenos e grandes empresários de produtos gastronômicos e donos de bares e restaurantes — vai atuar na confecção de um número da revista Prazeres da Mesa, participando de aulas e degustações que serão os temas da edição. Os participantes assistirão produtoras, repórteres e fotógrafos da equipe da revista em ação, trabalhando a partir de uma redação montada no local.
 

Seminário Senac de Gastronomia Saberes e Sabores
 

O Senac Nacional promoverá um seminário de gastronomia e hotelaria para profissionais do setor no último dia do evento, 6. As palestras abordarão temas como “O ponto de equilíbrio em A&B”, “A valorização das culinárias regionais como patrimônio cultural e fator de desenvolvimento sustentável”, e “A sedução da boa mesa”, entre outros.
 

Área de Pequenos Produtores Brasileiros
 

O Sebrae, patrocinador máster do Sirha, novamente terá uma área especial para destacar a riqueza dos pequenos produtores brasileiros. Grande sucesso na primeira edição, este ano será quatro vezes maior, com a participação de 75 produtores de 25 estados e o Distrito Federal. Com esta iniciativa, a entidade busca aumentar a conscientização da importância dos alimentos orgânicos e sustentáveis, tema em alta no mundo inteiro. Para o Sirha Rio, foram selecionados produtos diferenciados, com selo de qualidade alimentar - gourmets, especiais e IG (Indicação Geográfica), por remeter à localização de origem, produtos orgânicos, produtos certificados, permitindo que os consumidores tenham a certeza de que estão adquirindo produtos de qualidade, que valorizam a cultura local e as práticas de produção sustentável.
 

O Sebrae também criou, no Espaço Terroir, uma área do conhecimento onde os produtores farão palestras sobre harmonização de cervejas artesanais com queijo canastra, de cachaça com carne suína e de espumante com pirarucu. Também haverá uma cafeteria com uma barista que apresentará métodos de preparo de cafés especiais. Os visitantes ainda poderão saborear os cafés do estado do Rio e de outras regiões do país, além de participar de palestras sobre slow foods, alimentação sustentável e orgânicos.
 

• Acre (castanha do Brasil, farinha de mandioca);

• Alagoas (produtos apícolas - vinagre de mel; vinagre de mel com ervas; hidromel 250; extrato de própolis vermelha de alagoas, goma de mandioca e farinha de mandioca),

• Amapá (polpa de açaí e laticínios - iogurte, queijos);

• Amazonas (farinha e castanha do Brasil);

• Bahia (doces, geleias, chocolates e nibs de cacau, chocolate artesanal, e café);

• Ceará (cajuína, doces, balas, bombons e semelhantes);

• Distrito Federal (cogumelos orgânicos - champignon, shimeji branco e cogumelo do Sol; café orgânico - em cápsula e em grão ou moído);

• Espírito Santo (creme de café e cacau);

• Goiás (açafrão, derivados de mandioca: polvilho, massa para tapioca e farinha de mandioca, baru, pequi e mel);

• Maranhão (aguardente de mandioca – Tiquira);

• Mato Grosso (castanhas, tambaqui e pintado);

• Mato Grosso do Sul (frutas e mel),

• Minas Gerais (cachaça, café e doces);

• Pará (geleias, doces, farinhas, açúcar aromatizado e feijão);

• Paraíba (cachaça, suco, sorvetes, isotônico);

• Paraná (carne de hambúrguer gourmet e raiz forte);

• Pernambuco (produtos empacotados a vácuo, cocada, doces de coco, cachaça e bolo de rolo);

• Piauí (cajuína, mel e castanhas);

• Rio de Janeiro terá produtos de diversas regiões do estado: Centro Sul (saladas prontas), Serrana (cafés especiais), Noroeste (cachaça), Médio Paraíba (fruto da palmeira juçai) e Costa Verde (cachaças com Indicação Geográfica e as vieiras da Ilha Grande). Também participarão do evento produtores de molhos diferenciados, produtos orgânicos e processados, laticínios e cachaças do Rio (marca das cachaças produzidas no Estado do Rio de Janeiro, associadas a Apacerj) certificadas, premiadas e que integram o projeto de exportação. Atualmente, o Sebrae/RJ atende a cerca de 2.920 produtores em todo o estado;

• Rio Grande do Norte (flor de sal);

• Rio Grande do Sul (vinhos);

• Santa Catarina (frutos do mar defumados e em conserva – ostra, mexilhão, polvo, truta, salmão, patês de salmão e de truta e chocolates - tabletes ao leite com castanhas do Pará, amargo 70% e Serra do Conduru 80%, tabletes de cacau em flor 70%, de crocante de açaí, além de zero açúcar ao leite e amargo 70%, dragée banana com chocolate amargo cacau em flor 63%);

• Sergipe (farinha de batata doce, produção de farinha de coco e óleo de coco);

• São Paulo (cafés especiais);

• Tocantins (biscoitos amor perfeito e goiabada in natura).
 

Tendências da Gastronomia – Food Service Vision
 

Durante o Sirha Rio, será apresentada uma pesquisa inédita com as principais tendências do mundo da gastronomia para os próximos anos. O público brasileiro terá acesso em primeira mão ao levantamento feito pela instituição francesa Food Service Vision, especializada em rastrear tendências. Inicialmente previsto para ser divulgado durante o Sirha Lyon em 2017, o conteúdo exclusivo será revelado aqui, com participação do consultor francês Emmanuel Argoud, um dos responsáveis pelo estudo. A apresentação será no terceiro dia da feira, 6 de outubro.
 

Patrocinadores
 

O Sebrae, a CNC, o Senac Nacional e o Zona Sul são os patrocinadores máster do Sirha Rio. A Chef Estrela, a Intelikit e a Tramontina são patrocinadores máster do Bocuse d’Or e da Coupe du Monde de la Pâtisserie; e patrocinadores silver do Talentos do Gelato. A Ajinomoto e Quirós são patrocinadores silver do Bocuse d’Or. A Carpigiani e a Pregel são patrocinadores máster do Talentos do Gelato. O Vins de Provence, a Vista Alegre e a Ingecold são apoiadores dos três concursos. A Nestlé apoia o Bocuse d’Or e a Coupe du Monde de la Pâtisserie. O Zona Sul também é patrocinador máster do Bocuse d’Or. A São Lourenço é a água oficial. A Brahma é a cerveja oficial, a Sueth é o catering oficial e o Grand Mercure Riocentro é o hotel oficial. A Estácio de Sá é a faculdade oficial do evento.
 

Instituições envolvidas
 

O Sirha Rio conta com apoio de grandes associações das indústrias de gastronomia e hotelaria. Entre elas estão SINDRIO (Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes), CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hoteis), ABRACOHR (Associação Brasileira de Compradores para Hotéis e Restaurantes), ABS (Associação Brasileira de Sommeliers), ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes).
 

Sobre o Sirha
 

O SIRHA (Evento Internacional para Profissionais de Food Service e Hotelaria) reúne profissionais de food service para compartilhar tendências mundiais do segmento. Realizado no Eurexpo Lyon, todo mês de janeiro dos anos ímpares, o Sirha apresenta, há mais de 20 anos, concursos gastronômicos internacionais: o Bocuse d'Or e a Coupe du Monde de la Pâtisserie, criados, respectivamente, por Paul Bocuse e Gabriel Paillasson. Atualmente, o SIRHA também acontece em outros cinco países: Brasil, México, Hungria, Suíça e Turquia.
 

Números 2015:
 

· 189.028 visitantes profissionais, incluindo 25.448 internacionais

· 19.715 chefs

· 3.045 expositores e marcas, incluindo 486 internacionais (+ 16% vs. 2013) em 11 setores de produtos, equipamentos e serviços.
 

A próxima edição do SIRHA Lyon será realizada de 21 a 25 de janeiro de 2017, no Eurexpo, em Lyon (França).
 

O grupo GL events, líder mundial no setor de eventos, é o responsável por trazer o Sirha ao Brasil através de seu braço local, a Fagga.
 

Sobre o Riocentro
 

O Riocentro ganha nesse ano mais um pavilhão que se tornará um anfiteatro com arquitetura até então inédita no Rio de Janeiro. Com 7,2 mil m² e pé direito de 15 metros, o anfiteatro está preparado para receber até 10 mil pessoas. Inicialmente destinado às competições de boxe olímpico, o novo espaço constitui um importante legado dos jogos que ficará integrado ao pavilhão 5 e ao Grand Mercure Riocentro, oferecendo um novo equipamento para a cidade. Preparado para abrigar, além de competições esportivas, eventos culturais, espetáculos diversos e congressos, o anfiteatro poderá receber variados formatos de eventos, dada sua versatilidade.
 

O Riocentro, com mais de 500 mil m² dos quais aproximadamente 98 mil m² de área construída, oferece também opções de alta gastronomia no Grand Mercure Riocentro - com os restaurantes Brisa Restô, de comida internacional no primeiro piso, e o Í Bistrô, comandando pela chef Morena Leite, na cobertura.
 

O complexo conta ainda com o Riocentro Estúdios, que reúne em um moderno estúdio a infraestrutura adequada para gravações audiovisuais; e o Riocentro Offices, conjunto de escritórios que tem uma unidade do colégio QI e terá uma academia ainda em 2016. Entre as comodidades, o centro de convenções dispõe de heliponto e estacionamento para sete mil veículos.
 

Sob a gestão do grupo francês GL events desde 2006, o Riocentro recebeu investimentos de R$ 450 milhões destinados à transformação do espaço neste grande complexo. Todas as áreas foram modernizadas, climatizadas, reformadas e equipadas para atender a toda demanda de eventos e negócios.
 

Sobre a GL events
 

A GL events é um dos maiores grupos do setor de eventos no mundo, com sede em Lyon e faturamento de 942 milhões de euros em 2015. A companhia está presente em 53 cidades espalhadas por 19 países, nos quais administra 40 espaços para eventos. Com 4250 colaboradores, o grupo já realizou mais de quatro mil eventos.
 

Com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, a GL events administra um portfólio de 12 empresas e é o único grupo da América Latina a trabalhar em toda cadeia da produção de eventos: da concepção, administração de espaços, design, construção, fornecimento de estrutura, serviços de catering até hospedagem, organização de exibições e produção de brand events.

Acesse:

http://sirha-rio.com/

www.facebook.com/sirhario

www.instagram.com/sirhario

www.facebook.com/BocusedorOfficial

www.instagram.com/bocusedor

#SirhaRio #BocuseDor #BORBrasil #CMP #CMPatisserie

#

Rio de Janeiro
Rua Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca - CEP: 22870-160
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel: (21) 2441-9100 | Fax: (21) 2441-9398
São Paulo
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5         
CEP: 04329-900
Tel: (11) 5067-1760