Franquia: saiba como escolher o segmento de acordo com seu perfil

Data: 26.Set.2017
Fonte: O Globo Online | Boa Chance


Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.
 

Feira do setor começa esta semana no Rio com mais de 250 marcas expositoras

Investidores procuram oportunidades na Feira ABF Franchising Expo 
 

RIO - Os números animam. De acordo com o levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em um ano economicamente complicado, o mercado de franquias no Rio cresceu 2,1% no primeiro semestre de 2017, faturando cerca de R$ 7,8 bilhões. No acumulado do primeiro semestre deste ano, o crescimento no faturamento foi de 8% comparado com mesmo período de 2016. Os números de redes e de pontos também aumentaram. A "mortalidade" é pequena: em torno de 5%.
 

Baseando-se nisso, muitas pessoas que sonham em abrir um negócio - ou que são empurradas para isto por conta da escassez no mercado do trabalho - optam pela "pseudo segurança" de franquias.
 

No entanto, elas se esquecem que fora o desempenho do setor e o preço da franquia, outros fatores devem ser levados em conta antes de optar por um negócio. E o mais importante deles é o perfil e a personalidade do empreendedor. Não adianta comprar uma franquia de hambúrgueres se o investidor é vegano.
 

- As pessoas não podem ir atrás de modismos, é preciso escolher uma área que se goste. E, por incrível que pareça, já vi muita gente cometer este tipo de falha. É preciso se perguntar: o que faz sentido pra mim? - diz o professor da FGV e diretor executivo do Canal Vertical, Roberto Kanter.
 

Assim fez o contador Marcelo Martins Fonseca, de 49 anos, que abriu uma unidade da ContabExpress há um mês. Após 20 anos numa empresa privada e de uma malsucedida experiência com um sócio, ele decidiu apostar no sistema de franquias.
 

- Optei por essa modalidade pois, enquanto eles cuidam mais da parte operacional, posso gerenciar a empresa, além de visitar e entrar em contato com os clientes, que é o que realmente gosto de fazer - conta ele.
 

Nos dias 28 a 30, 250 marcas estarão na Expo Franchising ABF Rio, no Riocentro. Para facilitar a escolha, selecionamos os setores que tiveram crescimento no faturamento no primeiro semestre e perguntamos para especialistas como deve ser o perfil do empreendedor para cada um.
 

Como escolher uma franquia de acordo com seu perfil
 

Hotelaria e turismo Indicado: É vital que o franqueado goste de viajar e tenha tido experiências em viagens. Isso é importante para aumentar a rede de network, que precisa ser grande nesse segmento, além de ser um diferencial na hora de atender o público passando uma experiência mais rica e completa. Não é recomendado: Quem não sabe lidar com o público, tem um perfil mais fechado ou não tem muito conhecimento em idiomas deve evitar esse nicho. Uma pessoa mais acomodada, que não gosta de fugir da rotina nem lidar com imprevistos.
 

Hotelaria e turismo É vital que o franqueado goste de viajar e tenha tido experiências em viagens. Isso é importante para aumentar a rede de network, que precisa ser grande nesse segmento. Quem não sabe lidar com o público, tem um perfil mais fechado ou não tem muito conhecimento em idiomas deve evitar esse nicho.
 

Saúde, Beleza e Bem-estar Indicado: Um dos segmentos que mais exige identificação com a marca. Vale destacar também a necessidade de ser bem comunicativo, ter facilidade de expressão e trabalhar com forte orientação da necessidade de cada cliente. Não é recomendado: Caso não cultue ou tenha conhecimento sobre novidades sobre saúde, beleza, corpo ou algo que seja desse mundo, deve evitar esse tipo de negócio, já que lida com um público que conhece bastante sobre as novidades.
 

Saúde, Beleza e Bem-estar Um dos segmentos que mais exige identificação com a marca. Vale destacar também a necessidade de ser bem comunicativo e ter facilidade de expressão. Evite caso não tenha conhecimento sobre novidades sobre saúde, beleza e corpo.
 

Educação Indicado: Por conta do público alvo é ideal para pessoas com boa desenvoltura verbal e escrita, que tenham bastante comprometimento e que tenham capacidade para motivar pessoas. Não é recomendado: Quem não gosta de ensinar deve evitar esse tipo de negócio mesmo preenchendo todos os requisitos acima. O processo é uma constante tanto com os funcionários, que precisam ser constantemente capacitados, como para o público alvo.
 

Educação Por conta do público alvo é ideal para pessoas com boa desenvoltura verbal e escrita, que tenham bastante comprometimento e que tenham capacidade para motivar pessoas. Já quem não gosta de ensinar deve evitar esse tipo de negócio.
 

Serviços e Outros Negócios Indicado: É indicado para quem gosta de prestar consultoria e que tenha facilidade ou seja bom negociador, uma constante no cotidiano do segmento. Não é recomendado: Mesmo que os números de uma rede específica sejam atrativos evite esse tipo de segmento caso não tenha conhecimento técnico especializado. É recomendado ter noção mínima do funcionamento da atividade para poder orientar a equipe e funcionário.
 

Serviços e Outros Negócios É indicado para quem gosta de prestar consultoria e que tenha facilidade ou seja bom negociador, uma constante no cotidiano do segmento. Mas evite esse tipo de segmento caso não tenha conhecimento técnico especializado. É recomendado ter noção mínima do funcionamento da atividade para poder orientar a equipe.
 

Indicado: Para quem tem facilidade para lidar com pessoas e tenha capacidade de liderança e motivação elevadas. Alessandra Luchi, diretora da franquia iGUi Trata Bem, considera que empreendedor deve ter conhecimentos básicos do segmento, foco na prestação de serviços, goste de se relacionar e lidar com pessoas. Não é recomendado: Evite esse segmento se você não é muito organizado e não tem muita noção de administração.
 

Limpeza e conservação É indicado para quem tem facilidade para lidar com pessoas e tenha capacidade de liderança e motivação elevadas. Evite esse segmento se você não é muito organizado e não tem muita noção de administração.
 

Alimentação Indicado: É preciso que o franqueado esteja disposto a abdicar de feriados e finais de semana. Também é importante que ele goste de cozinhar e que tenha facilidade para administrar conflitos, já que terá que lidar com uma equipe relativamente numerosa, dependendo da rede escolhida. Uma pessoa que tenha atenção com processos também é importante. "Gostar de liderar grupos de pessoas com perfis variados, humildade e determinação para liderar pelo exemplo. Gostar de cumprir procedimentos e padrões e gostar do ramo de alimentação", considera o CEO do Grupo Trigo (Spoleto, DominoZs, Koni e Gurumê) Antonio Moreira Leite. Não é recomendado: Deve ser evitados por franqueados tipo investidores, que não pretendem ficar na operação do cotidiano.
 

Alimentação É indicado para o franqueado que esteja disposto a abdicar de feriados e finais de semana. Também é importante que ele goste de cozinhar e que tenha facilidade para administrar conflitos. Deve ser evitados por franqueados tipo investidores Fonte: Jaqueline Garcia, do Sebrae, e André Pereira, da GSPP.
 

Além do gosto pelo segmento, Eliane Bernardino, presidente da ABF Rio, defende que, ao escolher uma marca, é preciso identificação com os valores, a cultura e o propósito da empresa.
 

- Não é compra de um emprego, nem é um negocio independente, no qual há liberdade para fazer mudanças. É importante conhecer antes qual o papel de cada parte. E entender as vantagens e as desvantagens do sistema - defende ela.
 

André Luis Soares Pereira, fundador e consultor da GSPP, compartilha da opinião. Para ele, o primeiro passo quando se pretende montar uma franquia é verificar se existe aptidão para empreender.
 

- É preciso estar disposto a correr riscos, não ter salário fixo, trabalhar muito mais do que sendo CLT e ter capital disponível para o negócio que pretende montar - diz ele, que continua:
 

- Da mesma maneira que as franqueadoras sérias avaliam os candidatos que almejam ingressar na sua rede, os candidatos a franqueados também devem analisar com muito critério onde estarão investindo suas economias. Essa escolha é um passo importante e muitas vezes definitivo na vida de uma pessoa. Não é uma compra de impulso, de paixão pelo produto ou por uma determinada marca. Esta decisão requer uma análise prévia criteriosa e um envolvimento profundo após a tomada de decisão - argumenta ele.
 

Roberto Moreno tem uma unidade do Spa do Pé há mais de 20 anos. Consultor de engenharia, ele queria mudar de área e viu no segmento de bem-estar uma boa opção para empreender. Procurou, pesquisou e acredita que tomou a decisão correta.
 

- A crise afetou a todos, mas, como tenho uma clientela de bairro muito fiel há mais de 20 anos, a perda não foi catastrófica - explica ele, que tem apoio do franqueador para a substituição de mão de obra quando necessário e marketing.
 

PERGUNTAS BÁSICAS

Saber o que a franquia oferece é uma das dúvidas iniciais que o interessado deve tirar ao conversar com a empresa, defende Eliane. Segundo ela, vale perguntar quem são os fornecedores da marca, qual a margem de lucro, qual o suporte que será dado no início e durante a operação, onde e quanto tempo dura o treinamento e se há algum custo adicional.
 

- Um franqueador atento vai responder a todas estas dúvidas sem problema. Durante a feira, analise o atendimento no estandes, se é objetivo e transparente - aconselha ela.
 

Pereira também salienta a necessidade de procurar ler sobre a lei de franquia para ter mais fundamento na sua escolha. E não se esquecer de pesquisar os aspectos jurídicos, financeiros, operacionais e comerciais da marca.
 

- Caso não se sinta confortável para fazer essa pesquisa sozinho, contrate algum especialista da área. E faça contato com os ex e atuais franqueados, para saber se estão satisfeitos - defende.
 

OPINIÃO DE FRANQUEADORES

"No setor de limpeza e conservador, é ideal que o franqueado tenha conhecimentos básicos do segmento e foco em prestação de serviço" - Alessandra Luchi, diretora de franquia da Igui Trata bem.
 

"Em alimentação, ele deve gostar de liderar pessoas com perfis variados, ter humildade e determinaçaõ para liderar por exemplo" - Antonio Moreira Leite, CEO do Grupo Trigo.
 

"O segredo de um ramo tão competitivo como o de alimentação é a presença constante e atuante do dono" - Julio Monteiro, CEO da Megamatte.
 

"O ramo de educação requer um empreendedor que tenha compromisso com o desenvolvimento do próprio país. Quem estiver pensando num negócio apenas por lucro, melhor procurar outra possibilidade" - Rogério Gama, diretor executivo do Yes.
 

"Para trabalhar com hotelaria/turismo/agência de intercâmbio, é preciso mais do que gostar de viagens, é preciso conhecer os principais destinos do mundo" - Marília Cardoso, proprietária da Trust.

#

Rio de Janeiro
Rua Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca - CEP: 22870-160
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel: (21) 2441-9100 | Fax: (21) 2441-9398
São Paulo
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5         
CEP: 04329-900
Tel: (11) 5067-1760